17 de setembro de 2015

Saúde Mental: ação de grupo reforça ampliação da Rede

O Grupo Condutor e permanente da Rede de Atenção Psicossocial (Raps) para pessoas com sofrimento ou transtorno mental e com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas se reúne mensalmente para tratar do gerenciamento e articulação dos serviços e ações que devem ser desenvolvida no âmbito da Saúde Mental. O Grupo, instituído por meio da Portaria nº 166, de 14/11/2014, prevê a ampliação dos serviços da saúde mental elencando seis residências terapêuticas, dois Centro de Atenção Psicossocial (Caps) e quatro unidades de acolhimento infantil. Além disso, a equipe está em negociação com a Universidade Federal de Alagoas (Ufal) para conseguir 25 leitos para a Raps no Hospital Universitário e ainda a municipalização dos Caps Casa Verde e do Centro de Estudos e Atenção ao Alcoolismo e outras Dependências (CEAAD), hoje ligados ao Estado. Atualmente a Raps se restringe aos cinco Caps da capital, contando com o apoio do Projeto Caminhos do Cuidado do Ministério da Saúde (pactuado com o Governo do Estado em conjunto com a Fiocruz), que ofereceu cursos de capacitação para os agentes comunitários de saúde, e do matriciamento da saúde mental na Atenção Básica. Essas iniciativas garantem que as equipes se vinculem aos pacientes e se responsabilizem pelas ações desencadeadas no processo de assistência, promovendo a integralidade da atenção em todo o sistema de saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *