14 de setembro de 2015

Rui participa de inauguração da nova sede da Almaviva

A cidade de Maceió inicia a semana inaugurando a nova sede da empresa Almaviva. Após dois anos de instalação em Maceió, a empresa inaugura sua terceira unidade oficialmente nesta segunda-feira (14), podendo gerar 2 mil novos empregos diretos até o final deste ano. A meta é chegar à marca de oito mil maceioenses contratados pela multinacional italiana. A informação foi destacada pelo prefeito Rui Palmeira, que prestigiou hoje a entrega da nova sede, situada no bairro Benedito Bentes. A vinda da Almaviva para Maceió tornou-se realidade após a criação do Programa de Incentivo Fiscal para Empresas de Call Center e Telemarketing, uma iniciativa da Prefeitura que foi implantada por meio da Lei 61/2013. Segundo lembrou Rui Palmeira, até então, a capital alagoana era a única no Nordeste que não tinha este tipo de incentivo para a captação de novos empreendimentos. Ao participar da solenidade de inauguração, o gestor ressaltou que a geração de empregos pela multinacional beneficia, sobretudo, aos jovens. “As três sedes da Almaviva estão na parte alta de Maceió, entre o Tabuleiro e a Serraria, que são áreas em expansão. Serão oito mil novos postos de trabalho até o final do ano e isto beneficia os jovens, em grande parte os que estão no primeiro emprego. Nesse quesito, estamos na contramão da crise que assola o país. Assim, é possível dar uma nova perspectiva de futuro a este público e afastá-lo da violência. É um momento de muita alegria, já que a Prefeitura participou ativamente da captação dos recursos que permitiram a vinda e a ampliação da empresa em nossa cidade”, disse o prefeito. Rui Palmeira acrescentou que, com a inauguração e a geração das oito mil vagas, Maceió passa a ser a cidade onde há o maior número de empregados pela multinacional entre as 35 sedes que existem pelo mundo. O gestor citou que, além dos postos de trabalho, a Almaviva contribui com a arrecadação tributária e gera renda, aquecendo o comércio, a partir da contratação de profissionais para o call center. Sobre o incentivo às empresas, Rui explicou que a Prefeitura reduziu a alíquota do Imposto Sobre Serviço (ISS) de 5% para 3%. “É dinheiro que circula em Maceió, que aumenta os recursos do Município e beneficia a capital”, informou. O prefeito destacou que a região do Benedito Bentes receberá uma unidade da Companhia de Bebidas das Américas (Ambev), que está sendo construída no bairro e deve abrir cerca de 500 vagas de trabalho até o próximo ano. Rui Palmeira também destacou a atuação do Governo do Estado e da Câmara de Vereadores para a vinda da Almaviva para a capital. “Enviamos o projeto e os vereadores prontamente aprovaram por entenderem a necessidade da implantação do Programa de Incentivo. É uma boa parceria que mantemos com a Câmara. O Governo do Estado também colaborou, com a doação do terreno que recebeu a primeira unidade da empresa, realizada ainda pelo ex-governador Teotonio Vilela Filho, e agora seguimos com Renan Filho, que também é um entusiasta em relação ao incentivo. Nossa expectativa é de que, com a expansão em Maceió, outros municípios também sejam beneficiados”, completou o prefeito. O governador Renan Filhou acompanhou a inauguração e ressaltou que o Estado também mantém um programa de incentivo fiscal. “Temos um dos mais robustos incentivos fiscais e isso nos dá a capacidade de atrair novos negócios, colocando Alagoas como um dos estados competitivos de nossa região. Temos que desonerar segmentos produtivos que geram muito trabalho para que possamos empregar e aumentar a renda das família, aumentando assim a renda do Estado. Fizemos isso com a cadeia leiteira, com a avicultura e com a cerâmica. Agora estamos aqui, em outro segmento muito importante, onde somos parceiros da Prefeitura. A Almaviva já é,sem dúvida, uma das maiores empregadoras de Alagoas”, afirmou. A secretária municipal de Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária, Solange Jurema, enfatizou: “Para nós, é muito importante que as empresas cheguem, se instalem e gerem empregos. Agradecemos a confiança do grupo depositada em nosso município e a união de forças dos poderes que colocaram o interesse público acima de tudo. O diferencial desta empresa é a oportunidade do primeiro emprego. Além de empregar, de dar oportunidade para o ingresso no grupo, a Almaviva capacita seus funcionários para o trabalho e para a vida”. Francesco Renzetti, vice-presidente executivo da Almaviva do Brasil e diretor geral da empresa no mundo, agradeceu o apoio dos parceiros, colaboradores e das empresas para as quais o grupo presta serviços. Ele também apresentou números em Maceió: “Investimos R$ 63 milhões na cidade (sendo 25% na nova sede). Somos a empresa que mais emprega na cidade. Por outro lado, a capital da Almaviva no mundo não é mais Roma, e sim Maceió, onde 78% de nossos funcionários estão em seu primeiro emprego e 64% com idade inferior a 25 anos”. Sobre o porquê de apostar em Maceió, Renzetti, que recebeu o título de cidadão honorário de Maceió na última semana, foi enfático: “Aqui encontramos jovens com vontade de trabalhar, dispostos e com o que chamamos de ‘brilho nos olhos’. Além disso, encontramos um poder público empenhado. Prefeitura e o Estado com capacidade de olhar para o futuro. Sem isso, nós não estaríamos aqui. Com certeza, vamos continuar olhando para o futuro juntos. Apesar do momento de crise, mantemos nossa aposta sobre o Brasil e Maceió”. O presidente da Câmara de Vereadores de Maceió, vereador Kelmann Vieira, destacou que além de comprovar que a união de força entre os poderes promove benefícios para a população, o momento serve para “que outras empresas vejam Maceió como uma cidade atrativa e com todas as condições para receber novos empreendimentos e que eles possam se estabelecer aqui”. Vereadores, deputado e secretários municipais e estaduais acompanharam o evento. Após a solenidade, autoridades e público presente conheceram as instalações do prédio, que é amplo e bem estruturado. O grupo Almaviva está no Brasil há nove anos. Iniciou os trabalhos em Belo Horizonte e desde então vem crescendo expressivamente no território brasileiro estando presente em seis estados, incluindo Alagoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *