8 de setembro de 2015

Produtores de assentamento rural vão fornecer merenda em Maragogi

Já nos próximos dias, a merenda escolar da rede de ensino de Maragogi, vai contar com alimentos produzidos no próprio município. É que a Associação dos Trabalhadores Rurais do Assentamento Mangebura, venceu a chamada pública da agricultura familiar, e será responsável por fornecer gêneros alimentícios com recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Realizada pela Secretaria de Educação, em parceria com as Secretarias de Agricultura e de Planejamento, a chamada pública aconteceu na última semana, e teve a concorrência de associações dos municípios de Matriz do Camaragibe e Porto Calvo. O secretário de Educação Gino César explica que aquisição, que está prevista na Lei, determina a utilização de no mínimo 30% dos recursos repassados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação [FNDE], para a compra de gêneros alimentícios diretamente da agricultura familiar e do empreendedor familiar rural ou de suas organizações, priorizando-se os assentamentos da reforma agrária, as comunidades tradicionais indígenas e as comunidades quilombolas. “Serão destinados cerca de R$ 20 mil mensais à Associação de Mangebura, que reúne 120 famílias de trabalhadores rurais. Isso implica em diminuição da evasão do campo, além de contribuir para que sejam fornecidos alimentos de melhor qualidade, com maior valor nutricional, uma vez que são produtos de safra”, defende. De acordo com o secretário de Agricultura Junior Vasconcelos, o projeto prevê um aquecimento na economia local. “Com esta transferência direta de recursos, evitando atravessadores, os produtores rurais de Maragogi terão um incentivo a mais. A meta é ampliar ainda mais o número de produtores beneficiados”, declara. Para vencer a chamada pública, os integrantes da associação de Mangebura, tiveram total apoio da Secretaria de Planejamento e Orçamento. Segundo a Secretária Aliete Estanislau, com o apoio do SEBRAE, os produtores tiveram acesso às informações necessárias e ficaram aptos a concorrer. “É um compromisso do Prefeito Henrique Madeira, para impulsionar a comercialização dos alimentos produzidos pelos agricultores que fazem parte dos assentamentos do município. Não queremos inserir um novo produto ou converter o agricultor, vamos trabalhar com o que ele sabe fazer, adaptando a tradição à tecnologia e mantendo a identidade do homem do campo”, explica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *