14 de setembro de 2015

Procon orienta que é preciso cautela na hora de comprar via internet

Ao realizar compras no comércio eletrônico, os consumidores devem manter-se atentos aos detalhes que, muitas vezes, passam despercebidos, mas podem ter importância crucial, posteriormente na hora de fazer valer seus direitos. A Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor do Estado de Alagoas (Procon/AL) faz algumas recomendações para que o consumidor esteja seguro na hora de utilizar tal plataforma. Antes de finalizar a aquisição do produto, um dos pontos mais importantes é conhecer a credibilidade dos sites em vista. Para tanto, o Procon/AL, em parceria com o Procon/SP, mantém atualizada uma lista de sites que devem ser evitados na hora de efetuar compras online. Os endereços listados obtiveram um número recorrente de reclamações e foram notificados, no entanto, alguns não responderam ou não foram encontrados.Também vale a pena pesquisar pelo nome da empresa nos portais de busca, por meio do CNPJ, no site da Receita Federal. O portal oferece informações de pessoas que já tenham utilizado o mesmo serviço. Após constatar que a empresa é fidedigna, o consumidor pode proceder e realizar sua compra. Porém, é imprescindível verificar junto ao site os procedimentos para reclamação, devolução do produto e prazo para entrega. As medidas que o site adota para garantir a privacidade e segurança dos usuários, assim como verificar se há despesas com fretes e taxas adicionais. Como a compra feita pelo meio eletrônico não permite que o consumidor visualize o produto de perto, é possível efetuar o cancelamento, por qualquer razão, no prazo de sete dias. Vale lembrar, que a restituição da quantia paga acontecerá da mesma forma em que foi concretizada. Por exemplo, se o pagamento for realizado pelo cartão de crédito ou débito, o valor será estornado, no entanto, se o pagamento for feito no boleto bancário, o consumidor receberá o reembolso por meio de um depósito em conta-corrente. Em caso de dúvidas, denúncias ou reclamações, é possível ligar para Central de Atendimento 151 (ligação gratuita) ou procurar pelo Procon mais próximo em sua cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *