4 de setembro de 2015

Jovens socioeducandos visitam exposição no Museu Pierre Chalita

Integrando a série de atividades pedagógicas do sistema socioeducativo de Alagoas, jovens socioeducandos visitaram, nessa quinta-feira (3), o 1º Salão Alagoano de Arte Sobre Direitos Humanos, no Museu Pierre Chalita. No evento, estão expostas nove telas pintadas pelos próprios socioeducandos, que fazem parte do programa artístico do Núcleo Estadual de Atendimento Socioeducativo (Neas). A prática de atividades artísticas e confecção de produtos artesanais é uma das ações realizadas pelo Núcleo, no cronograma pedagógico dos socioeducandos. Segundo a gerente de Educação do Neas, Sara Alves, “as oficinas de artes têm contribuído satisfatoriamente, como uma ferramenta a mais no processo de crescimento da autoestima e, desta forma, ensinando os jovens a fazerem verdadeiras joias e descobrindo as maravilhas que são capazes de produzir”. Para a superintendente do Neas, Elizabeth Kümmer, a intenção é que, ao sair do presídio, o socioeducando possa ter uma profissão e manter a atividade como fonte de renda. “Além disso, os trabalhos artísticos e pedagógicos diminuem o ócio e contribuem para a disciplina”, completou. Participaram da visita à exposição cinco adolescentes da Unidade de Internação Masculina Extensão (UIME). Para eles, expor suas obras em um evento como este é uma grande oportunidade para o reconhecimento de seus talentos. O Neas é coordenado pela Secretaria de Estado de Prevenção à Violência, que vem dando grande suporte na redução da criminalidade em Alagoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *