4 de setembro de 2015

Em Alagoas, a média de ocupação hoteleira chega a 80,75% para o feriadão

O feriado da Independência do Brasil vai aquecer o setor turístico e, principalmente, hoteleiro de Alagoas. É que, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, a ABIH/AL, a previsão é de que, em média, 80,75% dos leitos hoteleiros do Estado estejam ocupados nesse feriado de 7 de setembro. Alguns dos hotéis e pousadas de Alagoas associados à ABIH-AL já apresentam ocupação de 100%. E a ocupação não se resume à capital. Do Litoral Norte ao Sul do Estado, mesmo em meio à crise brasileira, será difícil conseguir um hotel e/ou pousada com quartos disponíveis para o feriadão. “Com os seguimentos que eu estou vendo, acredito que o sistema hoteleiro foi o único que não foi prejudicado com o aumento do dólar e do euro”, comentou o gerente do hotel Maceió Atlantic, Alfredo Rebelo, que informou que o hotel está com ocupação 100% para o feriado e 60%, atualmente, para o resto do ano. Segundo a diretora executiva da ABIH/AL, Tereza Bandeira, a perspectiva de ocupação é boa. “Com mais feriados prolongados ao longo do ano e a chegada da alta temporada, a expectativa é que essa ocupação continue até o resto do fim do ano”, pontuou a diretora. Com trabalho árduo em prol do turismo de Alagoas, a secretária de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Janine Pires, está promovendo as belezas naturais de Alagoas por todo o país. “Um exemplo é o Nordeste Week, uma promoção articulada por nós que emplacou notícias em todo Brasil, onde Alagoas foi o segundo destino mais pesquisado do Nordeste, ficando atrás apenas da Bahia", explicou a secretária. Jeanine ressaltou ainda que tem trabalhado para despertar o imaginário dos turistas e, assim, trazê-los a Alagoas. “Nós estamos trabalhando para transformar esse sonho em realidade para oferecer pacotes competitivos e posicionar Alagoas no desejo das pessoas como um destino com infraestrutura e opções de lazer”, completou a secretária. Quatro dicas do que fazer em Alagoas Segundo uma pesquisa publicada no Boletim de Intenção de Viagem referente ao mês de julho, do Ministério do Turismo, foi revelado que 73,3% dos brasileiros pretendem viajar para um destino do Brasil neste ano. A mesma pesquisa mostrou que 43,5% desses brasileiros querem viajar para o Nordeste. E, para esses turistas que pretendem viajar para o Nordeste, principalmente para Alagoas, a Agência Alagoas aponta abaixo algumas dicas sobre o que fazer no Estado das piscinas naturais: – Mergulhar nas piscinas naturais do Estado Para um Estado que possui 230 km de litoral, nada mais justo que começar a lista de dicas com mergulho nas piscinas naturais. A prática pode ser feita na orla da Ponta Verde e Pajuçara, e nos municípios de Maragogi e São Miguel dos Milagres. – Praticar esportes de aventura Uma das práticas pouco executadas pelos próprios alagoanos, mas que atrai diversos turistas, é o esporte de aventura. Esportes como wind surf, kitesurf, wakeboard, jet-ski, mergulho de observação e de naufrágio, pesca de arremesso e cicloturismo são modalidades recomendadas para se praticar na capital de Alagoas. Já no interior, mais especificamente entre os municípios de Paulo Afonso e Delmiro Gouveia, o turista pode praticar tirolesa, bungee-jump e rapel. Em Piranhas, o visitante pode usufruir do mergulho nas águas profundas do Rio São Francisco, além de trilhas em meio à vegetação da caatinga. – Visita às cachoeiras O que muitos não sabem é que Alagoas possui cachoeiras que também servem para a prática de esportes radicais ou, simplesmente, para banho. Em Murici, a cerca de 80 km de Maceió, o turista pode aproveitar a Cachoeira do Tiririca. Não muito longe de Murici, existe a Cachoeira Ximedes, localizada em União dos Palmares. Em Viçosa, poder ser visitado a Serra Dois Irmãos, onde há uma pequena queda d’água e a Cachoeira do Anel. – Conhecer as ilhas do Estado Quem é alagoano e gosta de passear pelas águas do Estado já conhece e recomenda o passeio das 9 ilhas, na Lagoa Mundaú. O passeio começa na cidade de Marechal Deodoro e segue por boa parte da lagoa. Além dessas ilhas, existe a Ilha Carlito, cujo passeio é agendado através do restaurante homônimo, que fica localizado na orla da Ponta Verde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *