26 de setembro de 2015

Assembleia fará homenagem ao autor do dicionário "ABC das Alagoas"

A Assembleia Legislativa realiza na segunda-feira, 28, a partir das 15 horas, uma sessão solene para outorgar a Comenda Ledo Ivo ao escritor Francisco Reynaldo Amorim Barros, em reconhecimento a sua contribuição na promoção e no desenvolvimento da cultura do Estado de Alagoas. A proposição, aprovada por unanimidade, pelos parlamentares é de autoria do deputado Davi Davino Filho (PSDB). Davi Davino destacou vários trabalhos que tiveram a colaboração do homenageado, entre eles o dicionário ABC das Alagoas. “Obra biobibliográfica, histórica e geográfica de Alagoas, lançado pelo Senado Federal, 2005. Francisco Reynaldo também é colaborador assíduo do Museu da Justiça do Trabalho em Alagoas, o Memorial Pontes de Miranda, como doador de peças e documentos que registram nossa história”, destacou o deputado.

rrículo

Francisco Reynaldo Amorim de Barros, é o único membro de sua família que não é alagoano. Até os dois anos viveu entre Maceió e São Paulo, sua terra natal, e a partir de então, passou a morar em Alagoas. Dividiu sua infância, acompanhando seus irmãos durante as férias escolares, nas áreas rurais de Capela, União dos Palmares e, especialmente, Viçosa. Estudou, entre 1944 e 1952, no Colégio Arquidiocesano. Em 1953 vai residir no Rio de Janeiro, para onde seus pais e irmãos haviam se mudado. Entre 1955-58 estuda na Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas, tendo, no último ano, terminado o curso de Administração, sendo o orador de sua turma. Em 1958 faz estágio no Instituto Superior de Estudos Brasileiros (ISEB), uma tentativa governamental de conhecer, de maneira científica, a realidade nacional e dar base a um pensamento do nacionalismo desenvolvimentista. No ano seguinte assessora o diretor do Departamento Nacional de Saúde, o alagoano Adelmo de Mendonça e Silva, na organização do 1° Congresso Nacional de Saúde. Ao mesmo tempo, faz parte de um grupo, criado pela Associação Brasileira da Indústria de Base (ABDIB), com a finalidade de promover estudos sobre a indústria nacional, em grande parte ameaçada de desnacionalização, e atuar politicamente em sua defesa. A maioria destes trabalhos se transformou em projetos de lei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *