10 de setembro de 2015

Alagoas abre caminho para um novo negócio: a cadeia produtiva da cerâmica

O governador Renan Filho participou, nesta quinta-feira, 10, da inauguração da nova unidade do grupo Portobello em Alagoas, a Pointer. Esse é um passo importante para a consolidação do estado como polo da cadeia produtiva da cerâmica. A Portobello é uma das líderes no país nesse segmento. Somente em Alagoas, nessa unidade, foram investidos R$ 210 milhões. O presidente do grupo, Cesar Gomes Junior, apontou os diferenciais para a escolha do Estado como sede da unidade. “Nós fizemos uma ótima opção. Alagoas tem boas matérias-primas, tem gás e, sobretudo, Alagoas tem um povo diferenciado que vai nos ajudar e isso é fundamental numa empresa como a nossa”, revela Cesar Gomes Junior. Outros benefícios, por parte do Governo de Alagoas, também foram relevantes. “O grupo Portobello tem o incentivo fiscal do Prodesin [Programa de Desenvolvimento Integrado do Estado de Alagoas], que é um programa de desenvolvimento da indústria. Nós estamos trabalhando duro para simplificar ainda mais para o empresário, racionalizar a tributação”, declarou Renan Filho. O presidente da empresa fez questão também de ressaltar o papel do secretário-chefe do Gabinete Civil, Fabio Farias, na interlocução para vinda da empresa. Representantes da Portobello homenagearam, inclusive, o governador e Fabio Farias, em razão do apoio concedido. A secretária de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Jeanine Pires, destacou outro importante aspecto relacionado a Portobello. “Representa para Alagoas, além da geração de 400 empregos diretos e 900 indiretos, o impulsionamento de uma nova cadeia produtiva focada na cerâmica, já que empresas satélites serão atraídas”, adiantou a titular da pasta. Ainda na solenidade, o governador anunciou a chegada de mais uma empresa do setor para o Estado, a Esmalglass, produtora de esmalte (camada superficial do piso). “Esse é um grupo dos maiores do mundo, que virá também para Alagoas. Hoje, posso afirmar que a Esmalglass vem para Alagoas, empreender ao lado da Portobello”, disse Renan Filho. Para a ocasião, veio ao Estado o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi. “A presença hoje do ministério representa a participação do governo federal. Boa parte dos investimentos empregados aqui [na Pointer] foi dos fundos constitucionais do governo federal, um custo subsidiado, com prazo alongado e carência”, explicou Gilberto Occhi. Segundo o ministro, o repasse foi feito por meio da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), via financiamento do Banco do Nordeste. Gilberto Occhi acrescentou que há cerca de R$ 8 bilhões para serem aplicados no Nordeste, na questão dos fundos constitucionais, ainda esse ano. A unidade da Portobello em Alagoas, a Pointer, funciona na cidade de Marechal Deodoro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *