26 de novembro de 2018

Alagoas conquista 13 medalhas nas paralimpíadas escolares 2018

Equipe de vôlei sentado de Alagoas, vice-campeã na competição

Das onze modalidades contempladas na edição 2018 das Paralimpíadas Escolares, disputada até este sábado (24), no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, em São Paulo (SP), os atletas alagoanos competiram em três e medalharam em todas elas.

Foram treze medalhas no total creditadas à delegação alagoana com 16 atletas, sendo oito no atletismo, quatro na natação e uma no vôlei sentado, além da melhoria de índices. Com esse resultado, Alagoas mais que dobrou seu desempenho com relação ao ano passado, onde somou cinco medalhas no total, todas no atletismo.

Conquistas por modalidades

No atletismo, o Estado foi representado pelas atletas Daniele Cabral Gomes, Francimary Simões Nascimento e Nattali Maria Quintela de Souza Ribeiro, todas medalhistas da última edição, além dos estreantes Pablo Gwthierri Ferreira da Silva, Alice Gabriele Vieira da Silva, Rerold Leandro da Silva e Vinicius Santos da Silva.

Das oito medalhas, seis foram de ouro, sendo duas com Daniele Gomes, da Escola Estadual Silveira Camerino, nas provas de arremesso de peso e lançamento de disco; duas com Nattali Quintela, da Escola Municipal Pio X, nas mesmas provas, mas em outra categoria; duas de Rerold Leandro, do Colégio Contato, no arremesso de peso e lançamento de pelota e duas pratas para Vinicius Santos da Silva, da Escola Municipal Hevton Alves, de Feliz Deserto, no lançamento de pelota e nos 150 metros.

“Quero agradecer a todos torceram por nós. Estou muito feliz”, afirma a medalhista Nattali Quintela.

A natação contou com três atletas alagoanos nas piscinas: José Felipe da Silva, Samara Fernanda da Silva, da Escola Estadual José da Silva Titara, conquistando dois bronzes, nos 50 e 100 livre, Maria Julia Monteiro Lima, do Colégio D´Lins, com uma prata nos 50 livres e um bronze nos 50 metros nado peito.

“Primeiro agradecer a Deus por essas medalhas, que são frutos de um trabalho que começou há 12 anos, quando iniciei meu tratamento – fisioterapia, fonoaudiologia, psicólogos, entre outros. Hoje realizo um dos meus sonhos que é ser medalhista paralímpica escolar. Fica aqui meu agradecimento a todos que colaboraram com meu desenvolvimento”, agradece Maria Julia.

A equipe de vôlei sentado foi composta por Bruno Igor Silva Santos, da Escola Estadual José Maria Correia das Neves, Kauan Marques Berto da Silva, Maxwell Antonio Ferreira Santos, da Escola Municipal Maria Carrascosa, Maria Victória Barbosa da Silva, Géssica Thaís Souza de Araújo e Gleidson Roberto Costa Almeida, ambos da Escola Estadual Tarcísio Soares Palmeira, de São Miguel dos Campos.

Eles ficaram com a medalha de prata, após vencerem Santa Catarina, Sergipe e Goiás, perdendo apenas por São Paulo.

Superação

Para a chefe da delegação alagoana, Rosangela Gomes, toda a delegação, entre atletas, técnicos e staffs, está de parabéns.

“Estamos voltando para casa mais que felizes, gratos por mais uma grande experiência, todos buscando sempre oferecer o seu melhor. Por isso, nossos parabéns aos medalhistas, mas também àqueles que conseguiram melhorar suas marcas e, mais ainda, àqueles que venceram seus próprios desafios, que não são poucos e nem fáceis. Essa é a grande recompensa e a coroação de todo trabalho”, destaca Rosangela.

Manuella Nobre/Ascom Seduc

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *