10 de agosto de 2017

AMA, TRE/AL e deputados discutem rezoneamento com Gilmar Mendes

Ministro Gilmar Mendes com o presidente do TRE-AL e autoridades.

Ministro Gilmar Mendes com o presidente do TRE-AL, prefeitos e deputados alagoanos

Na manhã desta quinta-feira (10), o prefeito de Quebrangulo e secretário geral da AMA, Marcelo Lima, esteve na sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, para discutir o rezoneamento com o ministro Gilmar Mendes, presidente do órgão. Também participaram da reunião o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL), desembargador José Carlos Malta Marques, os deputados federais João Henrique Caldas e Rosinha da Adefal, além do assessor jurídico da Presidência do TRE, Edney dos Anjos.

“Entregamos pessoalmente ao ministro Gilmar Mendes uma exposição de motivos defendendo que o Estado de Alagoas seja excluído do rezoneamento eleitoral. A princípio ele reagiu fortemente à ideia mas durante a audiência e com os argumentos que todos expomos, ele começou a entender a realidade de Alagoas e pediu que deixássemos o estudo por escrito para que sua equipe possa analisar”, explicou o desembargador Malta Marques.

Ainda de acordo com o presidente do TRE/AL, a definição final acerca do rezoneamento que pretende reduzir de 55 para 42 a quantidade de Zonas Eleitorais em Alagoas fica a cargo da Presidência do TSE. Desde junho que o desembargador José Carlos Malta Marques tem organizado reuniões para colecionar o apoio da classe política alagoana, fazendo com que todos entendam os prejuízos que o rezoneamento trará para os alagoanos.

Na oportunidade, o desembargador-presidente do TRE/AL aproveitou para convidar o ministro Gilmar Mendes para conhecer pessoalmente as instalações dos prédios que abrigam a Secretaria do órgão e o Fórum Eleitoral de Maceió, objetivando demonstrar a necessidade de construção do novo edifício-sede. O ministro Gilmar Mendes ficou de definir a possível data da visita e informará posteriormente à Presidência do TRE/AL.

Fonte: Ascom AMA/AL

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *