4 de abril de 2016

Audiovisual Alagoas muda identidade visual e agora se chama “Alagoar”

Evento de apresentação da nova logomarca

Evento de apresentação da nova logomarca

Os profissionais e entusiastas do audiovisual que estiveram presentes na festa de comemoração do primeiro ano de aniversário do site do Audiovisual Alagoas, no último dia 30, no Rex Jazzbar, em Maceió, foram surpreendidos com o anúncio da mudança de marca do projeto. Agora rebatizada de “Alagoar”, a iniciativa tem como slogan “a janela do audiovisual alagoano” e já começa a sua nova fase com aparência e conteúdos digitais renovados.

A identidade é um presente dado pelo estúdio de criação Núcleo Zero. Segundo a equipe do estúdio, o trabalho veio como reconhecimento à contribuição do projeto para o desenvolvimento e para a preservação da memória da produção audiovisual local. O significado de “Alagoar”, no dicionário informal, está relacionado a “encher ou inundar”, e, para os profissionais que criaram a marca, quer dizer “inundar-se de Alagoas”.

“Como fazemos parte deste ‘cardume’ representado na arte proposta, também somos beneficiados pela visibilidade que o site dá aos nossos filmes e por todos os estímulos que ele promove diariamente. Criamos a comunicação visual do Alagoar como uma forma de retribuição e também como uma maneira de fazer a nossa parte dentro dessa construção coletiva”, ressaltou Werner Salles Bagetti, diretor de criação do estúdio.

O presente foi recebido com alegria por todos que fazem o Alagoar, principalmente pela sua coordenadora, Larissa Lisboa. Para ela, a mudança da marca é um incentivo ao amadurecimento do projeto.

“A nova identidade é o mais novo e belo estímulo que já recebemos, incentivo para darmos continuidade e fortalecermos as ações do Alagoar. Começamos agora uma nova fase da iniciativa, planejando o fortalecimento na produção de conteúdos para o site e o engajamento em atividades de formação”, evidenciou a idealizadora.

Graças ao apoio do coletivo Popfuzz, a festa de aniversário contou com duas sessões compostas por produções audiovisuais locais. A primeira exibiu os filmes “Rua das Árvores” (Alice Jardim), “Ponto das Ervas” (Celso Brandão) e “Exú – Além do Bem e do Mal” (Werner Salles Bagetti). Os três títulos foram os mais citados por convidados em curadorias publicadas no site durante o seu primeiro ano de atividade. A outra sessão mostrou videoclipes e teve a curadoria de Larissa Lisboa. Foram exibidos os clipes “Canção de Vingança” (Janu), “Bomb Style” (Tequilla Bomb), “Tudo Embora” (Fernanda Guimarães), “Index” (Vitor Pirralho e a U.N.I.D.A.D.E), “San Francisco” (Projeto Sonho), “Calendários” (Eek), Sabirila (Coletivo Nervozes feat. Coisa Linda Sound System) e “A Inês é Morta” (Gato Zarolho). Luk Lisboa e Popfuzz Squad foram as atrações musicais da festa.

Nos dias seguintes ao evento comemorativo, o Alagoar já anunciava algumas novidades na sua página oficial no Facebook. Entre elas, duas novas seções do site e a modificação na forma de envio de dados para o catálogo digital. Antes, esse envio era feito via e-mail. Agora, acontece por meio de formulários de preenchimento rápido que tornam a colaboração mais prática para realizadores e produtores audiovisuais.

O projeto

Alagoar é uma iniciativa independente voltada à preservação da memória, à difusão e à formação audiovisual. O projeto nasceu como “Audiovisual Alagoas”, em 2008, a partir do trabalho de pesquisa e catalogação da jornalista e realizadora audiovisual Larissa Lisboa, e ingressou na sua fase digital em março de 2015, com o lançamento do seu site. O portal reúne informações do catálogo original e novos conteúdos de arquivo e divulgação. Alagoar é a janela do audiovisual alagoano.

Fonte: Ascom/Alagoar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *